Familia

Bullying: Ajude o seu filho a enfrentá-lo

Por  | 

Infelizmente o fenómeno do bullying sempre existiu, mas só recentemente ganhou relevância na sociedade e passou a ser encarado coma seriedade que merece. O bullying é algo a que qualquer criança está sujeita, principalmente as crianças mais tímidas ou mais fracas, e pode afectar toda a vida da criança se não for devidamente acompanhada e auxiliada. Vamos tentar oferecer alguns conselhos que serão úteis no caso do seu filho se encontrar numa situação destas.

Acima de tudo os pais não devem ignorar as queixas iniciais das crianças. Alguns pais não ligam, pensam que são só fases, ou coisas de criança, e deixam a situação evoluir para algo mais grave onde será mais difícil resolver o problema. Se o seu filho se queixar, ou se notar numa conversa com ele que algo vai mal, preste atenção e leve-o a sério, deixe-o falar livremente e nunca sugira que isso pode estar a acontecer por alguma coisa que ele tenha feito.

Nunca se deve sugerir a uma criança que sofra de bullying que ela pode de alguma fora ser responsável pela situação. Deve sentir empatia pelo seu filho e assegura-lo que a culpa não é dele, e mesmo que o seu filho tenha tido uma resposta desadequada ao bullying, seja compreensiva. Lembre-se o quão difícil é reagir numa situação dessas e não critique qualquer reacção inicial. Deverá no entanto desaconselhar qualquer reacção violenta ou de confronto que podem tornar a situação na escola pior.

Depois do impacto inicial, você como mãe, deve manter a cabeça fria e apesar de por vezes ser difícil, não reagir de forma demasiado emocional. Tem que existir uma abordagem racional ao problema. Deve contactar os professores ou responsáveis da escola e trabalhar em conjunto com eles de forma a acompanhar a situação e tentar resolve-la. É impossível resolver este problema sozinha, trabalhar com a escola é fundamental

Para além do trabalho que realizar com a escola, também deve manter a comunicação com o seu filho aberta e honesta, aconselhe-o a tentar fazer novos amigos, dentro ou fora da escola, sugira que ele arranje um hobby ou pratique um desporto onde conheça novas crianças e afaste um pouco o pensamento da situação na escola. Desportos de equipa normalmente ajudam as crianças a melhorar a sua auto-estima na relação com outros rapazes da mesma idade.

Ao longo de todos estes processos tenha em mente que se para si é difícil, imagine como será para uma criança enfrentar a realidade do bullying. Seja por isso compreensiva e dê alguma margem de erro a seu filho quando notar que ele está a atravessar uma fase mais complicada. Não desespere, porque por muito grave que a situação pareça na altura, é possível resolver este problema com a atitude e acompanhamento certo.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *