Relações e amor

O marketing do Amor

Por  | 

Existem actualmente alguns autores que comparam as relações amorosas ao marketing de um produto, ou seja, a algo que pode ser estudado e depois adaptado, melhorado e vendido de forma mais eficaz. Basicamente trata-se de uma abordagem empresarial ao mundo do amor. Certas ou erradas, estas teorias são pelo menos interessantes e podem oferecer alguns truques e técnicas que pode aplicar para ter sucesso na sua relação.

Saber vender o produto

Tal como um qualquer produto, também você tem que acreditar nas suas potencialidades e nas suas qualidade enquanto algo que pode ser desejado. É uma nova versão da velha frase “se eu não gostar de mim, quem gostará?” que se mantém verdadeira. Tente mostrar a sua faceta mais apelativa, mais radiante e mais sedutora. Embrulhe-se no momento da sedução e nos momentos mais íntimos e passará uma imagem mais atractiva à sua cara-metade.

Faça promoções

Tal como as marcas de todo e qualquer tipo de produtos fazem promoções, também você pode fazer as suas promoções para atrair o interesse do parceiro em alturas em que achar que este não é suficiente. A estratégia mais simples é aproveitar ocasiões especiais para lhe oferecer algo especial, mas como isto já deverá acontecer em condições normais, recomenda-se uma estratégia mais ousada. Pode fazer por exemplo pequenos bilhetes em que escreverá favores especiais ao seu marido ou namorado. Estes favores podem ir desde coisas simples, como ver um filme que ele quer ver e você nem por isso ou fazer o seu jantar preferido, até a promessas mais sensuais para os momentos mais íntimos. É claro que estas promoções precisam de ser retribuídas pelo seu companheiro, que deverá fazer o mesmo por si.

Atenção ao feedback

Todas as grandes empresas têm uma atenção especial pelo feedback dos seus clientes, seja positivo ou negativo, tendo assim material para reinventar os seus produtos e melhorar a sua oferta. Na sua relação amorosa, é também importante estar atenta às pequenas sugestões e reclamações que possa ouvir. No entanto, não se deverá inibir também de fazer as suas, afinal de contas, na relação a reciprocidade é chave.

Evite o marketing agressivo

Tal como você não gosta que lhe liguem à hora do jantar para vender as mais recentes inovações do mundo da televisão por cabo, também o seu companheiro não gostará que o interrompa em actividades que são importantes para ele, quer seja marcar encontros na hora em que a sua equipa de futebol joga ou impedi-lo de se encontrar relaxadamente com os seus amigos. Ele deverá ter a mesma consideração por si.

Cuidado com a concorrência

Todos estes conselhos e estratégias têm como objectivo evitar que a concorrência atraia mais atenção do que você. Tal como com produtos do dia-a-dia, por vezes a vontade de mudar e experimentar coisas novas pode ser grande, e é por isso que o produto oferecido tem que ser de qualidade e desconfiança, para garantir que os clientes não se perdem.

E você pensa que se devem usar as técnicas do maketing no amor?

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *