Beleza

Fitocosmética, plantas na cosmética

Por  | 

A fitocosmética consiste na utilização de plantas na cosmética, ou seja, na criação de produtos cosméticos naturais cujos ingredientes têm origem em plantas. Existem diversas plantas com propriedades específicas para zonas e cuidados específicos do corpo, bem como diferentes formas de preparação que procuram maximizar o seu efeito.

 

Que plantas são usadas na fitocosmética e porquê?

Existem imensas plantas usadas na fitocosmética, por isso vamos explorar apenas as principais. Outras não abordadas neste artigo incluem, entre outras, o alecrim, erva-de-caril, hortelã, limonete e tomilhos.

 

Alfazema

A alfazema é uma planta muito usada na fitocosmética devido às suas propriedades anti-inflamatórias e de regeneração das células. Também ajuda a estimular a circulação. Devido a estas propriedades é usada para produtos que visam regenerar e tonificar a pele, bem como para resolver perturbações circulatórias.

 

Camomila

A camomila é conhecida pelas suas propriedades anti-inflamatórias e é usada sobretudo nos cuidados com a pele. Muitos produtos que têm como objectivo relaxar os músculos, tonificar e suavizar a pele e também ajudar a eliminar as olheiras usam a camomila como ingrediente.

 

Salva

Outra das plantas mais usadas na fitocosmética é a salva. As suas propriedades anti-inflamatórias e antimicrobianas tornam-na particularmente importante em tratamentos para peles envelhecidas, rugosas, oleosas ou com acne. É também importante em tratamentos capilares, quer para dar elasticidade ao seu cabelo como para restaurar o seu brilho e cor, sendo de forma geral um estimulante do tecido cutâneo.

 

Equinácea

Esta planta integra muitos produtos e tratamentos para a caspa devido às suas propriedades protectoras do tecido cutâneo. Também é usada pelas suas características anti-inflamatórias, o que é importante para cosméticos para pele sensível, bem como para resolver problemas com gretas na pele e de cieiro.

Comprar ou fazer você mesma?

Existem diversas empresas que vendem produtos de fitocosmética e por uma questão de comodidade são claramente uma boa opção. No entanto, se também existir a necessidade de olhar ao dinheiro gasto, pode ser você mesma a comprar estas plantas e prepará-las de forma a aproveitar as suas propriedades. O cozimento e a infusão são duas das técnicas de preparação mais usadas.

 

Cozimento

O cozimento consiste em ferver as plantas da seguinte forme: coloque 100 gramas da planta juntamente com 1500 gramas de água e deixe ferver até a concentração atingir os 1000 gramas. Depois deixe arrefecer, esprema e decante. A pasta que obtiver pode ser usada de diferentes formas: máscaras, compressas ou em loções e misturas de banho.

 

Infusão

A infusão é usada para produzir loções ou banhos cosméticos. Também pode ser usada internamente, em forma de chá, como auxiliar de outros tratamentos para a pele. Na preparação, a proporção habitual é de 1 a 2 colheres de sopa (cerca de 3 g planta seca) para o volume médio de uma chávena (cerca de 150 ml de água). Depois de obtida a infusão, esta deve ser guardada em local fresco, tendo mesmo assim um tempo de vida muito limitado.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.