Em Forma

Saltar à Corda, Ainda se Lembra?

Por  | 
Todos se devem lembrar dos jogos em criança, nos quais saltar à corda era um dos eleitos, por cada salto ditando-se uma letra do abecedário para determinar, quando parasse, qual era a inicial do amor da nossa vida! Até “parávamos” na letra que correspondia ao nosso apaixonado da altura, só para haver correspondência! Era um jogo divertido, que se podia fazer em grupo, e todas se divertiam!
Mas mais do que uma brincadeira de criança, saltar à corda é um exercício completo, fácil, prático, e sobretudo muito eficiente a queimar calorias, para além de ser fácil de incorporar na sua vida quotidiana!

Quantas Calorias se Queima a Saltar à Corda?

Saltar à corda pode queimar muitas calorias, tudo depende da intensidade com que saltamos! Mesmo que salte devagar, pode queimar até 660 calorias numa hora, tornando esta atividade um das mais eficientes conhecidas!
Esqueça as sapatilhas milagrosas, pois estas por si só não fazem o trabalho todo: saltar à corda tonifica todos os principais grupos musculares, tanto na parte superior como na parte inferior do corpo. Saltar à corda também melhora a sua condição cardiovascular e maximiza as suas habilidades atléticas, nomeadamente agilidade, coordenação, tempo e resistência.
É um desporto fácil de praticar, para além de permitir que uma pessoa tome o seu próprio ritmo, variando conforme o seu nível atlético, e pode ser praticado no conforto da sua casa… ou praticamente em todo o lado! Qualquer truque que queira aprender está à sua disposição.

Dicas Para Saltar à Corda em Casa

Para saltar à corda não precisa de comprar material caro; o material necessário para cumprir com este exercício e queimar calorias é de fácil acesso, e barato! Basta calçar uns ténis, uma roupa confortável e uma corda e está pronta para começar a saltar.
Para que não haja estragos em casa, é aconselhado ter espaço suficiente, evitando assim partir louças ou candeeiros. Logo, apesar de o poder fazer no conforto da sua casa, convém libertar uma área de pelo menos 2*3 metros.
Ainda uma outra possibilidade, para quem tem receio de pegar numa corda e saltar, é imitar os movimentos que se fazem ao saltar à corda, pois consegue-se os mesmos benefícios, pode é não ser tão divertido.
Aproveite e incuta este exercício físico aos seus filhos, pois é bastante versátil e fácil de aplicar, criando jogos, tal como fazia nos seus tempos de criança.
Lembre-se, para conseguir bons resultados basta 10-15 minutos é o suficiente para usufruir deste exercício físico!

Saltar à Corda – Exercícios a Aplicar

Saltar à corda é uma das melhores formas de se exercitar. Como mencionarmos atrás, numa hora podemos queimar até 660 calorias, além disso podemos fortalecer os músculos e ossos, enquanto ganha resistência e ritmo cardíaco.
Mas se quer levar o salto à corda a outro nível, tem que praticar alguns destes exercícios de saltar à corda. São exercícios para aquecer antes de saltar e alguns que pode aplicar durante o saltar à corda.

Exercício Para Saltar à Corda: Super-Homem!

Exercício Para Saltar à Corda: Super-Homem
O super-homem é um excelente exercício para fortalecer as suas costas. Veja como:
  • De barriga para baixo, estenda os braços para cima da cabeça e as pernas esticadas. Mantenha os joelhos sempre direitos como se estivesse a voar.
  • De forma controlada e lenta, contraia o eretor da coluna (músculos inferiores lombares) para levantar os braços e pernas cerca de 5/10 cm do chão. A cabeça deve manter-se em linha com a coluna. Não arqueie as costas.
  • Este movimento é mais um alongamento do que exercício; aguente por 5 segundos.
  • Volte à posição inicial, devagar e repita.

Exercício Para Saltar à Corda: Cão Pássaro

Exercício Para Saltar à Corda: Cão Pássaro
Ao fazer este movimento estará a fortalecer as costas e centro gravitacional, melhorando assim a flexibilidade.
  • Coloque-se de 4, sobre as mãos e joelhos (devem fazer 80 graus com as pernas), joelhos por baixo das ancas e dedos dos pés no chão. Mãos no chão por baixo dos ombros.
  • Mantenha a cabeça e a coluna numa posição neutra, não deixe a cabeça levantar ou baixar. Contraia os músculos abdominais para prevenir que as costas arqueiem (para manter as costas desde os ombros até ao rabo sempre direitas).
  • Num movimento lento e controlado, levante simultaneamente a perna esquerda e o braço direito até estarem no mesmo plano que as suas costas. A perna deve ficar paralela ao chão, não acima da anca; o braço deve estender ficando ao nível da orelha.
  • Mantenha esta posição por 3 a 5 segundos e depois regresse à posição inicial. Repita para o outro lado.

Como Saltar à Corda: Salto Lateral

Como Saltar à Corda: Salto Lateral
Consiste em movimentos laterais que irão trabalhar músculos que normalmente não usa.
  • Mantenha-se de pé, com os pés à largura dos ombros, joelhos ligeiramente fletidos e braços estendidos ao longo do corpo.
  • Durante o movimento o seu peso será distribuído igualmente por ambos os pés. Pegue numa corda de saltar, segure-a e coloque-a à frente dos seus pés.
  • Rode os pulsos para passar a corda por cima da cabeça. Os seus braços devem manter uma posição semi-estática ao longo do corpo durante o balanço da corda por cima da cabeça, sendo o movimento feito pela rotação dos pulsos e mãos.
  • À medida que o arco da corda se aproxima do chão à frente dos seus pés e esteja a uns 5 cm deles, salte lateralmente com ambos os pés 5/10cm da sua posição inicial, deixando a corda passar por baixo.
  • Aterre com os dois pés e flita os joelhos para amortecer o impacto enquanto continua a rodar os pulsos e a fazer a corda baloiçar.
  • Continue o movimento. Ao início é difícil coordenar todos os passos, mas com o tempo conseguirá.

Como Saltar à Corda: Salto em Sino

Como Saltar à Corda: Salto em Sino
Saltar à corda como movimento de um sino ajuda a desenvolver a força nos tornozelos e ancas, se está a iniciar-se faça pequenos saltos. Saltos longos só com o tempo.
  • De pé com os pés a nível dos ombros e joelhos ligeiramente fletidos e braços ao longo do corpo. Durante o movimento o seu peso será distribuído igualmente por ambos os pés.
  • Pegue numa corda de saltar, segure-a e coloque-a à frente dos seus pés.
  • Rode os pulsos para passar a corda por cima da cabeça. Os seus braços devem manter uma posição semi-estática ao longo do corpo durante o balanço da corda por cima da cabeça, sendo o movimento feito pela rotação dos pulsos e mãos.
  • À medida que o arco da corda se aproxima do chão à frente dos seus pés e esteja a uns 5 cm deles, salte para frente com ambos os pés 5/10cm da sua posição inicial, à medida que a corda passa por baixo, e flita os joelhos para amortecer o impacto enquanto continua a rodar os pulsos e a fazer a corda baloiçar.
  • Continue a rodar a corda e quando esta volta a aproximar-se dos seus pés, salte para trás, voltando ao ponto de origem. Os seus pés devem fazer o movimento, e o tronco deverá estar estático.
Agora que já conhece o básico de saltar à corda, bem como alguns exercícios que pode aplicar, aproveite o bom tempo e vá para a rua praticar!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.