Relações e amor

Ser mulher

Por  | 

Que seria do mundo sem mulheres?

Felizmente nunca nenhum homem teve de responder a estar pergunta. Geralmente achamos que conseguimos acarretar com tudo o que a vida nos proporciona. Acreditamos ser capazes de carregar com esse fardo sozinhos. Acreditamos nisso porque nunca fomos obrigados a viver uma situação contrária que condene esta nossa convicção.

A sociedade atual, por mais que se encontre desenvolvida continua a discriminar a mulher. Continua dia após dia, ação após ação, a querer mostrar uma superioridade que só existe em pensamento e que na prática muitas vezes se apresenta ténue, acabando por partir. Cada ser é único e tem a sua unicidade. Cada ser partilha de diferentes pensamentos e vê de forma diferente o mesmo acontecimento. Mas sobretudo somos todos iguais, sejamos nós homens ou mulheres.

Dispenso entrar em teorias porque acredito que a melhor teoria é a que a mente de cada um de vós cria. Prefiro antes deixar a questão no ar, pairando, esperando que uma mente brilhante se proponha a transforma-la em mais do que apenas ar. Em mais que apenas uma ideia e sobretudo na sua mesma teoria.

 

A mulher é um anjo…

A mulher é um anjo capaz de destruir, mas igualmente com o poder de criar. Como tudo na vida, com altos e baixos, com virtudes e defeitos.

“Uma mulher é como uma flor, com as suas lindas pétalas de histórias e paixões, com raízes apaixonantes, mulheres perfeitas, rosas andantes, que perfuram corações. Como uma história cuidada, que poucos procuram compreender, aquele livro esquecido que todos deveriam ler, um sonho, uma paixão, um desespero e uma vitória, uma mulher o fruto final de toda uma glória.”

Existe quem neste mundo não saiba a forma de tratar uma mulher. Vive iludido transformando-a no seu jogo de prazer.

“Cada mulher é mágica, tem magia no seu olhar, no seu corpo tem fogo que só um homem tem direito de apagar.”

Escrevi um bilhete,
para toda a mulher ler
juntei-lhe sonhos e força
para este nunca desaparecer.

Comprei flores
mas não as ofereci,
em vez disso fiquei aqui,
escrevendo para ti.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Os cookies ajudam-nos a fornecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a utilização de cookies. Saber mais

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close